Aguarde. Carregando informações.

+55 (82) 3342-2881

faleconosco@ibgmaceio.com.br

http://ibgmaceio.com.br

Sobreviver: grupo de apoio ajuda pessoas a atravessar o luto

O projeto tem duração de 6 meses e promove um ambiente acolhedor para que as pessoas possam falar sobre a dor e a perda

23/08/2021 às 08h00 - Atualizado em: 20/08/2021 às 13h24

O Brasil e o mundo enfrentam um período de luto coletivo causado pelos efeitos da pandemia de Covid-19. Em nosso país, já são mais de 572 mil mortes apenas pela Covid, sem contar outros fatores como doenças variadas, acidentes e causas violentas. Além de causar mortes e internamentos, em alguns casos, a pandemia também nos privou de rituais de despedida como o velório de entes de queridos e visitas de consolo. Todos esses fatores afetam ainda mais o período de luto. Foi pensando nessa realidade que o ministério Ato, da Igreja Batista Gênesis, criou o grupo de apoio a pessoas enlutadas SobreViver.

O projeto pioneiro terá duração de 6 meses, com reuniões a cada 21 dias, sempre aos sábados pela manhã. Qualquer pessoa maior de 18 anos que esteja passando pelo processo de luto pode se inscrever. A inscrição é gratuita e pode ser feita CLICANDO AQUI. A primeira reunião será no dia 4 de setembro, às 9h, na Igreja Batista Gênesis.

A psicóloga Isabel Monteiro Feitosa, que é uma das coordenadoras do projeto explica o que é um grupo de apoio "é um grupo de pessoas que tem um tema em comum, no nosso caso o luto, a perda de alguém, e o por ter essa situação em comum podem ajudar um ao outro. Saber que o outro está passando pela mesma situação e perceber como ele enfrenta é o que fará diferença e pode proporcionar momentos de cura, caso a pessoa se abra para isso. É um espaço em que a gente se reúne para falar dos nossos medos, temores, ansiedades e sentimentos relacionados a esse tema em comum".

As reuniões do grupo abordarão os aspectos culturais da morte, os processos que passamos ao perder alguém e as fases do luto. Além da coordenação da Psicóloga Isabel Monteiro Feitosa, o grupo também com uma equipe de apoio multidisciplinar composta por assistente social, médico, educador físico, advogado e apoio pastoral. "A ideia é mostrar para as pessoas que Deus se importa com a nossa dor e mobiliza pessoas para nos ajudar" explica a líder do ministério Ato, Carolina Neris.

Em relação aos encontros, a coordenação do projeto ressalta que os participantes não devem esperar terapia individual ou um culto. Serão momentos de conversa e partilha, com dinâmicas que promovam a interação e o diálogo.

Cronograma dos encontros:

1º encontro - 04 de setembro

2º encontro - 25 de setembro

3º encontro - 16 de outubro

4º encontro - 06 de novembro

5º encontro - 27 de novembro

6º encontro - 18 de novembro

Obs: as datas podem ser reajustadas.

Contato para mais informações:

Carolina Neris (82) 99900-3733

Isabel Feitosa (82) 99381-6086